Vice-presidente dos EUA estará em Manaus no dia 1º de junho

Vice-presidente dos EUA estará em Manaus no dia 1º de junho

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, representará Donald Trump na Cúpula das Américas, em Lima. Ótima oportunidade para uma ação solidária dos Congressos Nacionais e governos das três Américas ao México, no sentido de não se permitir que o governo Trump construa o muro que irá separar os EUA do México, ao longo de toda a fronteira, e de toda a América Latina.Que essa iniciativa venha a ser abraçada por todas as nações, desde o Canadá até a Argentina.Trump enviou solicitação ao Congresso de US$ 18 bilhões para a construção do muro. Pediu verba para a contratação de 10 mil agentes imigratórios e outros serviços de tecnologia, totalizando US$ 33 bilhões ao longo de dez anos para ações de segurança na fronteira. Tem o desplante de dizer que o México é quem vai pagar pelo muro. O Congresso dos EUA reluta em aprovar a iniciativa.

Nos países da União Europeia, hoje, as pessoas de quaisquer países podem atravessar as fronteiras sem ter a necessidade de mostrar seus passaportes, podendo escolher livremente onde estudar, trabalhar ou morar. Habitantes dos países do Mercosul e da Unasul já não precisam mais de passaportes para visitar outros países, bastando apenas mostrar a carteira de identidade.O discurso mais famoso do presidente republicano Ronald Reagan, em 12 de junho de 1987, aconteceu diante do Muro de Berlim, conhecido como o Muro da Vergonha.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (13) que os ataques conjuntos com a França e o Reino Unido contra o governo de Bashar al Assad “estão em andamento neste momento”. Trump disse que os objetivos da ofensiva são as “capacidades de armamento químico” de Assad, a quem acusa de ter efetuado um ataque químico no passado sábado (07) na cidade de Duma. A informação é da EFE

Em frente ao Portão de Brandemburgo, diante do líder soviético Mikhail Gorbatchov, de outros governantes e de uma multidão, disse Ronald Reagan: “Há um sinal que os soviéticos podem dar que seria inequívoco, que faria avançar dramaticamente a luta pela liberdade e pela paz. Secretário-geral Gorbatchov, se você busca a paz, se você busca a prosperidade para a União Soviética e a Europa Oriental, se você busca a libertação: venha até este portão…derrube este muro!”Finalmente, em 9 de novembro de 1989, aquele Muro da Vergonha foi derrubado, o que foi festejado por toda a humanidade.Muito mais sensato será Trump olhar para o bem-sucedido exemplo de seu país, no Alasca, e destine aquele montante de recursos para a formação de um Fundo Permanente das Américas que, dentro de alguns anos, permitirá que do Alasca até a Patagônia possam todas as pessoas, não importa a sua origem, raça, sexo, idade, condição civil ou mesmo socioeconômica, participarmos da riqueza comum das Américas como um direito à cidadania. Para isso se tornar realidade, todos os países das Américas devem colaborar com recursos.Há 36 anos, o Alasca distribui um dividendo anual igual para todos os seus habitantes residentes ali há um ano ou mais. Qual foi a consequência? Em 1980, o Alasca era o mais desigual dos 50 Estados americanos. Hoje, Utah e Alasca são os dois Estados mais igualitários. É suicídio político a qualquer liderança no Alasca propor o fim desse sistema.Lugares em todo o mundo vêm realizando experiências, debates e implementando a Renda Básica de Cidadania: Macau, Finlândia, Holanda, Ontário (Canadá), Quênia, Namíbia, Stockton (Califórnia), Maricá (Brasil) e outros. O partido Democrata da Califórnia acaba de pôr em sua plataforma a instituição da Renda Básica Universal.No dia em que tivermos renda básica suficiente para atender às necessidades vitais de todas as pessoas nas três Américas, não haverá necessidade de muros que separem nossos países.

Mais cedo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reuniu hoje com sua equipe de Segurança Nacional e anunciou em pronunciamento que decidiu lançar ataques de precisão contra o regime do sírio Bashar Al Assad, em parceria com o Reino Unido e a França.

Pence: é possível que um novo acordo seja alcançado nas próximas semanas (Marcos Brindicci/Reuters)

Em Lima, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, deixou prematuramente nesta sexta-feira a cerimônia de abertura da 8ª Cúpula das Américas e retornou ao seu hotel, enquanto a imprensa especulava sobre o possível anúncio de Trump, relativo à Síria.

LIMA (Reuters) – O vice-presidente americano, Mike Pence, disse neste sábado que deixou a cúpula de países da América Latina, no Peru, muito esperançoso de que Estados Unidos, México e Canadá estejam se aproximando de uma renegociação do Nafta, bloco comercial da América do Norte.

Pence disse a repórteres ser possível que um novo acordo seja alcançado nas próximas semanas.

O vice-presidente também disse que não foi discutido na reunião com o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, a proposta do presidente americano Donald Trump de construir um muro na fronteira com o vizinho, que seria pago pelo México.

Presidente dos EUA anuncia ataque aéreo na Síria

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Com estes ataques, os três países respondem ao suposto ataque químico ocorrido no sábado passado na cidade de Duma, pelo qual culpam o governo sírio.

Você está comentando utilizando sua conta Google+. ( Sair /  Alterar )

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. ( Sair /  Alterar )

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. ( Sair /  Alterar )

Related posts